Diretor responde às críticas de que “Wildest Dreams”, de Taylor Swift, é racista

Em menos de uma semana do lançamento do clipe “Wildest Dreams”, da Taylor Swift e a produção já deu o que falar. Depois de muitos jornais acusar de que o vídeo é racista, o diretor do projeto Joseph Kahn (que também produziu “Blanc Space” e “Bad Blood”) resolveu responder a todos com uma declaração enorme! […]

Diretor responde às críticas de que “Wildest Dreams”, de Taylor Swift, é racista

setembro 3rd, 2015

Em menos de uma semana do lançamento do clipe “Wildest Dreams”, da Taylor Swift e a produção já deu o que falar. Depois de muitos jornais acusar de que o vídeo é racista, o diretor do projeto Joseph Kahn (que também produziu “Blanc Space” e “Bad Blood”) resolveu responder a todos com uma declaração enorme!

“Wildest Dreams” é uma canção sobre um relacionamento condenado, e o conceito do clipe era que eles estavam tendo um caso de amor em um local longe de suas vidas normais. Este não é um vídeo sobre o colonialismo, mas uma história de amor em set de filmagens na África, na década de 1950.

Há negros africanos no vídeo em uma série de cenas, mas eu raramente mostro os rostos da equipe pois a grande maioria do tempo de cena é de Taylor e Scott.

O vídeo é baseado em romances de Hollywood clássicos como Elizabeth Taylor e Richard Burton, bem como filmes clássicos como “Uma Aventura na África”, “Entre Dois Amores” e “O Paciente Inglês”, para citar alguns.

A realidade não é apenas que tinha pessoas de cor no vídeo, mas os principais produtores criativos que trabalharam neste vídeo são pessoas de cor. Eu sou asiático, a produtora Jil Hardin é uma mulher afroamericana, e o editor Chancler Haynes é um homem afroamericano. Nós lançamos e editamos este vídeo. Decidimos coletivamente que teria sido historicamente impreciso carregar o elenco com mais atores negros, pois o vídeo teria sido acusado de reescrever a história. Este vídeo apresenta o passado por um grupo do presente e estamos todos orgulhosos do nosso trabalho.

Não há nenhuma agenda política no vídeo. Nosso único objetivo era contar uma história de amor trágica na iconografia clássica de Hollywood. Além disso, este vídeo tem sido apontado, mas tem muitos vídeos de música que descrevem a África. Estes vídeos tradicionalmente não têm sido lições de história africana. Não vamos esquecer que Taylor decidiu doar todos os seus rendimentos deste vídeo para a African Parks Foundation para preservar os animais em extinção do continente e apoiar as economias dos povos africanos locais.”

Vocês concordam com a declaração de Joseph Kahn?

Diretor responde às críticas de que “Wildest Dreams”, de Taylor Swift, é racista - Imagen 1

Entra desde tu celular a TKM Alta Velocidad haciendo click: AQUI

Tags:

,

,

,

,

,

,

Qual é a sua opinião?